Cotidiano

Não alimentar o Trolls com Bebês Coala

Túlio contou ao bebê Sidy sobre o fantasma da pirataria.👻☠️ Esse fantasma entra no coração das pessoas deixando duro como rocha. A pessoa para de se importar e compartilha fotos ou projetos de outros artistas sem dar os créditos ou pagar por eles, essa ação causa tristeza e dificuldades aos artistas, muitos até desistem de seu trabalho. O que é muito triste para toda a comunidade. 😓 Algumas pessoas reagem ao antídoto, que chama Informação, são curadas e tem o seu coração macio e cheio de amor novamente. ❤️ Outras, não reagem e continuam espalhando a tristeza. Felizmente esses são a minoria. 💀

Olá !! Como você está hoje??

A última vez em que escrevi aqui foi no início do mês, o motivo é um misto entre a falta de tempo e o desânimo. Tenho tentado manter a positividade desde que entramos nesses período sombrio, mas, não tem sido fácil lutar ccom alguns Trolls, e há dias em que nem mesmo o coração mais otimista aguenta o peso e o desânimo chega e dá um “abraço de Tamanduá”…

Retrato de um dos processos de construção do Moacir Bacon

Para cada Criatura Fantástica postada, existe uma quantidade de tempo e de processos. Tudo começa com uma inspiração ou referência que pode ser de cor ou de forma, nunca algo completo, disso nasce um rascunho rabiscado em uma folha de papel, então, procura se já existe algo semelhante a ideia… se sim, volta ao rascunho inicial, se não, segue para a construção do projeto, onde define o tamanho, cor, formato, pontos e tudo que esse personagem irá carregar. Decidido tudo isso, voltamos a pesquisa sobre materiais e se já tem o fio escolhido no acervo, se não, precisa providenciar. As costas já estão doendo … assim que toda a parte teórica é finalizada, vamos a parte prática, passar horas e horas tricotando, escrevendo e desmanchando até o resultado ficar perfeito, aqui já doem as costas e as mãos e a espinha tem arrepios gelados se todo o planejamento dará certo.

Até aqui já temos alguns dias de trabalho árduo em um projeto, com brinquedo piloto pronto, vem a série de testes! Eu tricoto um segundo brinquedo concertando os erros do primeiro, já se passou mais alguns dias… com o segundo brinquedo pronto e com todos os defeitos corrigidos, vamos a um terceiro brinquedo. O processo do terceiro brinquedo é todo fotografado ou filmado, depende do final, um padrão em PDF ou um vídeo para o YouTube. Com todo o material cru estando pronto, chegamos a edição e diagramação, quais coisas são demoradas e detalhistas, até aqui são muitas canecas de chá, incertezas, remédios para dor e uns 20 dias … até aqui contei um pouquinho sobre o enorme trabalho e ansiedade que é desenvolver um brinquedo, e agora imagine que alguém distribuí o padrão (que é vendido) em um grupo com muitas pessoas ou copia a sua peça, exatamente como ela é, só olhando a fotografia e vende como se fosse dela o padrão…

Como você se sentiria ?

Monstrinhos nada assustadores

Eu me sinto muito triste e desanimada … é um grande esforço de vida colocado nesse trabalho e vem alguém que tenta ser “esperto” e “saindo na frente” pulando a parte fundamental do trabalho, assim prejudicando todos e a si mesmo. Todos perdem! Aqui na lateral do Blog, tem um aviso sobre os direitos legais que tenho sobre as minhas próprias peças e sobre o compartilhamento das mesmas na internet.

Acredito também que a pessoas que não entendem sobre isso e agem, não por maldade, mas por falta de conhecimento. Então, por favor, não copie os meus padrões, mesmo os fazendo em crochê! Não alimente grupos de pirataria em aplicativos de mensagem ou redes sociais! Há vários padrões gratuitos aqui no blog e no YouTube e muitos outros, não gratuito no Clube das Criaturas Fantásticas. Caso você esteja em uma situação difícil, me envia um e-mail, podemos conversar e chegar a lugar que seja bom para ambos… vamos ter empatia e carinho pelas pessoas, acredito que isso deixará tudo um pouco melhor. ♥

Baby Sidy assustado com o Monstrinho…

Apesar de tudo isso, tenho, em maioria, seguidores incríveis que escrevem comentários lindos e felizes nos posts do instagram, e os alunos fantásticos do Clube que tenho, por eles fazer o meu melhor a cada dia e parar de alimentar Trolls com bebês coala fofinhos.

Bebê Sidy percebeu que o Monstrinho só queria brincar…

Enfim, esse texto é um desabafo sobre o que tem me afrigido e entristecido ultimamente. Mas, só de escrever esse texto, já sinto o coração um pouco mais leve, espero conseguir ter dias um pouco melhores , trazer notícias coloridas e felizes nos próximos posts.

Muito obrigada por ler até aqui! Compartilhe de modo amoroso a sua opinião nos comentários 🙂

Abraços e ótimo tricô

12 comentários em “Não alimentar o Trolls com Bebês Coala

  1. Ahhh linda, que pena você está passando por isso. A maioria é do bem, vamos focar nisso. Muita força pra você. Sou muito fã do seu trabalho.

    Curtir

    1. Todos vamos passar em algum momento, infelizmente… porém poder compartilhar os sentimentos e receber carinho dá força para continuar ! Obrigada por seu comentário 🙂

      Curtir

  2. Lê te conheci através do Circuito do tricô e me apaixonei pelo seu trabalho, entrei pro clube mesmo achando que não conseguirei fazer nenhuma das suas criaturas que são realmente fantásticas.Por favor não pare…..

    Curtir

  3. Outra coisa que me deixou apaixonada foram as histórias que você cria pra cada Criatura. Você é muito talentosa e mesmo sem te conhecer pessoalmente, me arrisco dizer que é uma pessoa Fantástica!!!

    Curtir

  4. Que texto lindo! Obrigada por compartilhar com a gente… Eu me identifiquei bastante. E concordo com você: a melhor maneira de combater os Trolls da pirataria digital é a conscientização, principalmente das pessoas que estão chegando agora.

    Curtir

    1. Sim !!! É difícil, chato e massante… mas é importante. Quantas coisas no mundo já foram mudadas depois de ter entendimento correto sobre elas ? Muito obrigada por seu comentário 🙂

      Curtir

  5. Desejo dias melhores! Infelizmente existe a má informação, ou pessoas alheias mesmo, que compartilha pelo simples prazer de se achar ser melhor que os outros, fiz parte por um tempo de um grupo desses, por desenformação mesmo, mas conheci uma pessoas que me mostrou que era errado, que eu estava fazendo parte de um triste grupo, que isso é “ganhar em cima dos outros” eu não tinha intenção, achava que era natural passar a frente aquilo que tinham me passado, fui pesquisar e vi que eu estava atrapalhando “roubando” mesmo. Hj defendo como posso, os direitos de pessoas lindas e talentosas como você. Assim como eu mudei a forma de ver espero sinceramente que outros vejam e passem a valorizar o trabalho das designers. Beijinhos!

    Curtir

    1. Fico Feliz em ler tua experiência… todo mundo já faz isso antes de entender realmente como isso é prejudicial. Aprender com os erros faz parte da vida! Obrigada pelo comentário ! Abraços 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s